Entenda como a prática de exercícios físicos reduz o risco de demência | Araujo e Fazzito

27 de fev de 2018

Entenda como a prática de exercícios físicos reduz o risco de demência

Com o objetivo de entender como o cérebro é impactado pela prática de exercícios físicos, um grupo de cientistas observou pessoas com idade entre 50 e 80 anos que praticam exercícios físicos diariamente há mais de uma década. Esses indivíduos foram submetidos ao exame de ressonância magnética para análise de seu fluxo sanguíneo antes e depois de uma pausa de 10 dias em suas rotinas de atividades físicas.

O resultado obtido pelos especialistas é que o fluxo de sangue apresentou piora significativa em pelo menos oito importantes áreas do cérebro, dentre elas o hipocampo, região responsável pela memória e aprendizagem do individuo. A redução de tamanho do hipocampo pode desencadear perda de memória e doenças relacionadas à demência.

Além dos diversos benefícios relacionados ao físico, a prática de exercícios está diretamente relacionada com o aumento do tamanho do hipocampo, podendo diminuir os riscos de demência.

Os especialistas destacaram ainda a importância de praticar exercícios físicos conforme o avanço da idade, já que a população idosa está cada vez maior. A frequência com que se realiza atividades físicas também é muito importante! O suficiente seriam 150 minutos de exercício moderado ou 75 minutos de exercício intenso por semana, a fim de manter a saúde cerebral e cardiovascular em dia.

Fonte: Incrível

Notícias relacionadas

21 de mar de 2019
Uma das características do transtorno depressivo é a perda de interesse em realizar algumas atividades, prejudicando a rotina do indivíduo e também o de sua família e pessoas próximas. No Brasil são mais de 2 milhões de casos por ano, sendo mais comuns em jovens, adultos e idosos (a doença ...
19 de mar de 2019
A professora Tânia Viel, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (USP), constatou em estudo com cobaias que existem estímulos e atividades capazes de inibir a formação de estruturas que prejudicam a comunicação entre os neurônios. Outra descoberta é que esse...
14 de mar de 2019
Dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apresentam o Brasil como país com maior taxa de transtorno de ansiedade entre a população. Biologicamente, a ansiedade em níveis normais é importante para manter o organismo alerta em situações de ameaça. Já o transtorno ocorre qua...