Nos últimos anos, a comunidade científica e órgãos públicos debatem o uso do canabidiol (CBD), a cannabis medicinal, e seu potencial terapêutico na imunologia, metabólica, neurologia, oncologia e psiquiatria.

Estudos indicam que a substância pode trazer benefícios para o tratamento de doenças neurológicas, como Alzheimer, Parkinson, epilepsia, ansiedade e depressão, entre outras.

Encontrado nas plantas de cannabis, o CBD é um canabinóide natural e, segundo a Organização Mundial da Saúde, a substância não apresenta risco de dependência e não há evidências de problemas de saúde pública relacionados ao uso de canabidiol puro.

Os benefícios da cannabis medicinal

Os efeitos positivos do CBD podem reduzir inflamações no cérebro e, possivelmente, ajudar pacientes com transtornos e doenças neurológicas.

O uso clínico do CBD está mais avançado no tratamento da epilepsia. Pesquisas com pequenos grupos de pacientes indicam que a substância apresenta ação anticonvulsiva sem efeito colateral grave e que, eventuais reações adversas, podem estar relacionadas à interação medicamentosa de CBD e outras drogas.

Estudos menores também indicam que o canabidiol atua como neuroprotetor, hipóxia-isquemia, ansiolítico, antipsicótico, analgésico e conta com propriedades anti-inflamatórias, antiasmáticas e antitumorais. Entretanto, é preciso investigações mais aprofundadas e de longo prazo para determinar o benefício da substância.

A cannabis medicinal no Brasil

No Brasil, desde 2016 a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autoriza a venda de remédios com THC e, desde 2020, a venda de produtos com cannabis em farmácias está liberada. Porém, o plantio do produto para fins medicinais continua proibido e o Congresso Nacional discute o tema.

A Clínica Araújo & Fazzito oferece diagnóstico, tratamento e conta com corpo clínico gabaritado e reconhecido na área!

Conheça nossos serviços! Especialidades AeF 

Acompanhe nossas publicações no Instagram e Facebook!