A cifoplastia ou vertebroplastia são técnicas para tratar fraturas vertebrais. Alguns tipos de fraturas da vértebra causam seu achatamento, em geral as fraturas causadas por osteoporose o por alguns tumores. Os idosos com osteoporose, por exemplo, podem sofrer fratura por achatamento por uma queda ou quando sentam de maneira mais fortes em uma cadeira.

O tratamento clínico destas fraturas é feito com o uso de coletes rígidos por pelo menos três meses e, além disso, o uso de medicamentos. Porém, em alguns casos apenas estes tratamentos não surtem os efeitos desejados ou, as vezes, alguns pacientes não se adequam ao modelo e precisam da intervenção cirúrgica.

 

As cirurgias 

 

As duas intervenções são procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, que procuram restabelecer a firmeza e rigidez da vértebra acometida por uma fratura patológica e são conhecidas por injeção de cimento ósseo no corpo vertebral.

Em suma, as duas técnicas costumam ser utilizadas em conjunto com a fixação de parafusos, no caso de doenças mais severas como fraturas, tumores e osteoporose, aumentando a resistência, mas tudo depende do tratamento feito pelo paciente e que será previamente analisado pelo médico cirurgião que adequará a intervenção.

 

A diferença das intervenções cirúrgicas

 

Cifoplastia: Uma pequena incisão é feita na pele para permitir a passagem do instrumento que levará uma espécie de balão para vértebra fraturada, após a inserção o balão é inflado cuidadosamente de forma a restaurar parcialmente a deformidade da vértebra e criar uma cavidade com essa etapa feita a cavidade é preenchida pelo chamado cimento ósseo.

Vertebroplastia: Nesse método o cimento é introduzido sobre pressão diretamente na vértebra acometida pela fratura, por conter uma consciência especial ele acaba preenchendo as lacunas dentro osso e afastando ligeiramente as trabéculas, comprimindo-as levemente e aumentando a sua resistência.

Por serem processos minimamente invasivos o processo é rápido, costuma levar cerca de 30 minutos, e a internação não costuma passar de um dia, após isso a melhora da dor já pode ser sentida. Os casos de infecções pós-cirúrgicas causadas pela cirurgia são raros, mas caso aconteçam podem ser dias ou anos após o procedimento e nesse caso o paciente deve procurar o aconselhamento médico.

A Clínica Araújo & Fazzito oferece tratamento neurológico e conta com corpo clínico gabaritado e reconhecido na área!

Conheça nossos serviços e nos siga nas redes sociais!

/Facebook

/Instagram