A dor na coluna lombar é um dos tipos de dores nas costas que mais afeta e afasta a população dos seus afazeres diários, seja no trabalho ou em atividades domésticas, estima-se que ela atinja cerca de 80% dos adultos em alguma fase da vida.

A lombalgia, como também é chamada, pode ser dividida em aguda, subaguda e crônica.

Tipos de lombalgia:

1. Aguda

São aquelas que acontecem em decorrência de má postura ou trauma e geram uma dor muito forte. Costumam aparecer após muito esforço físico e seus sintomas passam em, no máximo, duas semanas.

2. Subaguda

Têm as mesmas característica da aguda, mas pode ser um pouco mais duradoura e tende a demorar até 12 semanas para ser extinta.

3. Crônica

Essas são as dores que persistem por mais de 12 semanas. Costumam aparecer em pessoas mais velhas e os níveis de dor vão de moderada à intensa.

A lombalgia e as fases da vida

A dor na coluna lombar pode afetar desde crianças até idosos e apresenta algumas especificações para cada faixa etária, veja:

Crianças e jovens

A lombalgia não costuma afetar jovens e crianças, mas isso não quer dizer que as pessoas dessa faixa etária não sintam dores nas costas. Nessa idade, as dores costumam ser provenientes do excesso de peso que é carregado em mochilas e bolsas para ir à escola e à faculdade.

Adultos

Essa é a faixa com maior incidência, pois a lombalgia costuma afetar pessoas entre os 20 e 55 anos de idade. Não existe uma causa específica para esse tipo de dor, mas na maior parte dos casos ela está ligada à má postura, sedentarismo e excesso de peso.

Idosos

O processo de envelhecimento costuma ser acompanhado pelo aparecimento de diversas doenças crônicas, e a lombalgia é uma delas. Nos idosos ela pode afetar diretamente a qualidade de vida, impactando no desempenho físico e capacidade funcional.

Tratamentos

O tratamento está baseado em terapia medicamentosa, fisioterapia e na reeducação postural do paciente, um dos vilões no surgimento dessas disfunções.

O tratamento fisioterapêutico para dor lombar pode ser feito com o uso de aparelhos e alongamentos para alívio da dor, além de massagens para relaxar os músculos tensos e correção postural através de exercícios para eliminar a causa da dor.

Além disso, o tratamento indicado pelo médico pode ser feito com medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos, corticosteroides, infiltração e ainda pode ser útil recorrer à acupuntura para reequilíbrio energético e alívio da dor.

A Clínica Araújo & Fazzito oferece tratamento neurológico e conta com corpo clínico gabaritado e reconhecido na área! Conheça nossos serviços e nos siga nas redes sociais!

/Facebook

/Instagram