Conheça as causas, sintomas e tipos de Neuropatia Periférica | Araujo e Fazzito

15 de mai de 2018

Conheça as causas, sintomas e tipos de Neuropatia Periférica

A Neuropatia Periférica ocorre quando os nervos do corpo sofrem algum tipo de dano, o que gera lesão ou comprometimento nos nervos periféricos. Os nervos são estruturas responsáveis por realizar a conexão entre o sistema nervoso central e os demais órgãos e sistemas do organismo. Essas estruturas carregam todas as informações viscerais do corpo, como pressão e temperatura, e também as informações mais elaboradas, como o tato e o olfato.

As causas da neuropatia periférica são diversas, podendo ter como origem fatores metabólicos, como a diabetes e a insuficiência renal, ou doenças autoimunes, doenças tóxicas, infecciosas ou congênitas. Já os sintomas vão desde fraquezas e atrofia muscular até alterações de sensibilidade, desequilíbrio e disfunções autonômicas e reflexas, como tonturas e impotência sexual.

Existem três diferentes tipos de neuropatia, são elas a Mononeuropatia, a Mononeuropatia Múltipla e a Polineuropatia Periférica. A primeira delas consiste em uma lesão no nervo, que tem como um exemplo comum a Síndrome do Túnel do Carpo. A Mononeuropatia Múltipla é o comprometimento de mais de um nervo periférico, tendo como exemplo a Hanseníase. Já a Polineuropatia Periférica afeta múltiplos nervos e acomete pés e mãos, alterando também a espessura da pele e dos músculos.

As neuropatias podem ou não apresentar sintomas graves logo no período inicial. Em alguns casos a enfermidade incapacite o paciente logo no início, o que exige hospitalização a partir dos primeiros sintomas. Já os tratamentos dependem da causa! As autoimunes, por exemplo, são tratadas com imunoterapia. Por outro lado, existem também as neuropatias congênitas (existentes desde o nascimento), essas costumam ser mais graves e não existe tratamento.

Fonte: A Revista da Mulher

Notícias relacionadas

26 de abr de 2018

Utilizado para controlar os sintomas do Parkinson e melhorar a qualidade de vida dos pacientes diagnosticados há mais de vinte anos, o marca-passo cerebral (estimulação cerebral profunda – Deep Brain Stimulation) é um tratamento que consiste em um implante de el...

17 de abr de 2018

O The American Journal of Psychiatry publicou, no início do ano, uma pesquisa que aponta o agravamento dos sintomas da ansiedade em adultos mais velhos, como um possível sinal do desenvolvimento do Alzheimer. Responsáveis pelo estudo, os cientistas do ...

12 de abr de 2018

Cientistas do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP) realizaram experimentos com o hormônio ouabaína, que se mostrou capaz de reverter processos inflamatórios causados por um lipopolissacarídeo de bactéria, mais conhecido com...